Um VIVA para Mané Comuna !!!

Não que eu desrespeite qualquer que seja a posição política ou a trajetória de quem quer que seja, principalmente em se tratando de soldados da mesma trincheira, mas a história do Mané Comuna tem que ser contada.
Mané Comuna é padeiro e hoje vende pão aqui no PTrem, mas já foi perseguido político em seu país, veio pra cá logo depois da queda do muro de Berlim e depois de passar muitos “apertos” na sua intransigente defesa dos nobres valores de esquerda de que sempre foi fiel militante .
Pois bem, Mané Comuna participou da retumbante Revolução dos Cravos em Portugal que logo em seguida foi abafada pelo General Spíndola. Temendo ser preso resolveu “dar um tempo” em Moscou. Chegando lá, foi logo de cara visitar o Túmulo de Lênin na Praça Vermelha, eis que aparece um cidadão e comenta com o “português”:
-”Veja só este monumento, justa homenagem a um ícone revolucionário e comunista! Aqui se utilizou de mais de 300 toneladas de mármore de Carrara para embelezar a obra.” o português respondeu:
-”Com esta quantidade de marmore daria para enterrar uns 500 comunistas na minha terra !”
Denunciado, o Mané Comuna foi “estagiar” por um ano na Sibéria. Ao voltar e para melhor se entrosar com os camaradas resolveu dar uma “festa” em seu apartamento convidando todas as maiores autoridades moscovitas, incluindo o Comandante do Exercito Vermelho e para evitar confusões afixou cartazes com fotos de “todos” os grandes comunistas conhecidos. de Rosa de Luxemburgo a Fidel, de Mao Tsé Tung a Trotsky, de Che Guevara a Stalin. O General lá chegando de cara perguntou:
-”Quem colocou a foto deste filho da puta na parede?” e o Mané Comuna de pronto:
-”Se o Senhor me disser qual dos “filhos da puta” eu retiro imediatamente !”
Aquilo lhe valeu desta vez mais cinco anos de “estágio” na Sibéria.
Depois desta temporada, retornando a Moscou achou por bem se esconder, não falar mais com ninguém e ficar incógnito, mesmo andando na rua todo disfarçado foi reconhecido por uma velha camarada que o chamou aos berros:
-”Camarada Mané Comuna!!! a quanto tempo? Voce sumiu, aliás eu não te vi na última reunião do partido !!!” e ele:
-”Puta que pariu !!!, mas se eu soubesse que era a última eu juro que teria ido !!!”
Para escapar do fuzilamento fugiu, se exilou em uma padaria aqui perto e agora a cada pão que vende é mais um discurso interminavel dos valores marxistas ou um “caminhão” de porradas a quem for divergente.
Ontem a vítima foi um tal de Reinaldo Azevedo, um cabeça furada que escreve na Veja e que estava tentando se matar bancando o “surfista de trem” por aqui. O cara é mais um dos inconformados da “Tribo dos Sifú” que ficaram “zuretas” depois dos resultados das últimas pesquisas. Mané Comuna subiu para cima de um dos vagões e tentou atrair o “animal” com um pãozinho e quando o “bicho” se aproximou, Mané desferiu uma “tapa” no pé do seu ouvido, jogando ele lá de cima pra baixo e pra bem longe, acabando de vez com aquele “me jogo, não me jogo” tipico de canalhas que fazem de tudo para aparecer.
Fez muito bem Mané Comuna !!! ganhou mais um pontinho na sua batalha para reparar tuas “cagadas” e a consequente reintegração aos companheiros de luta.
Um VIVA para Mané Comuna !!!

A nossa homenagem ao Partido Comunista Portugues que derrubou a tirania salazarista com flores.

Anúncios

2 respostas em “Um VIVA para Mané Comuna !!!

  1. Era 1981, e um certo cloaqueiro foi trabalhar em Lisboa. No dia 25 de abril daquele ano, feriado nacional, foi a uma feirinha cívica, no Rossio. Barraquinhas mil, entre elas uma tenda do Partido Comunista Português, vendendo badulaques. O cloaqueiro interessou-se por um um brochinho do PCP – de foice e martelo – à venda e perguntou para a senhora lusa (de bigodinho,ora, pois)que tomava conta da barraca:”Por favor, senhora: quanto custa o broche?”A mulher, visivelmente transtornada com a pergunta, tenta ganhar tempo e diz: “desculpe lá, não percebi o que perguntastes!”. Repeti: “quanto custa o broche?”. Antes que ela dissesse qualquer outra coisa, o cloaqueiro foi ajudado por um outro brazuca, que já lá vivia há bem mais tempo: “desculpe, senhora, mas ele quer saber quanto custa esse crachá!”. Minutos mais tarde, no interior de uma tasca, o cloaqueiro foi informado por seu amigo de que “broche”, em Portugal, é o mesmo que “chupeta”, o tradicional boquete. Que mico, heim!

  2. É isso ai camarada. Não, camarada ta meio degodê. Vou começar de novo: É isso ai cara, teu blog é fantástico, obrigado pelo link.Não sou formado para escrever intelectualidade, mas escrevo o que sinto no dia a dia. Moro do interior do estado do Acre, mas goiano de nascença e paulista de Rib Preto de criação, portando me sinto mais paulista do que goiano. Você deve saber, mas depois te faço um resumo de como era o Acre a 15 anos atras, e agora com o PT nas sucessivas administrações neste meu querido estado do Acre.Você me faz lembrar quando menino morando no interior do estado de SP, quando viajava de trem eu e minha família de cidade em cidade atras de “colocação” onde tinha safra para trabalhar. E lá estava ele, o cobrador com um instrumento na mão furando os bilhetes. Como era minha mãe, meu pai e uma quantidade enorme de meninos, não dava para pagar as passagens de todos, o ser humano do cobrador dava sempre um jeito. Depois no final da década de 70 eu já estudante e mochileiro fiz a mesma coisa viajando pelo Brasil, e sempre de trem por ser mais barato. Também fiz uma viajem 7 dias dentro de um barco Rio São Francisco. Bem ai é outra história.Sou novo nesse negócio de blog, ainda não sei “link’r” (Não sei nem escrever isso), assim que eu pegar certa prática vou sugerir alguns blogs daqui.Forte Abraço. Petista é lógico!

VOCÊ É SEMPRE MUITO BEM VINDO !!! É A RAZÃO DE SER DAS NOSSAS "VIAGENS". Saiba que este "trem" é pobre, humilde e muito asseado. Daí que esta área de comentários NÃO É A PORTA DO BANHEIRO !!! Se for para vir aqui "pichar" com agressões e ofensas, vá fazê-lo lá fora !!! No mato !!! Nunca esqueça que você está sendo "filmado" !!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s