Na Zona Norte o Caetano está "Sozinho"… que "Peninha"!!!

Morar na Zona Norte de São Paulo é ruim mas é bom. Aqui é a região mais conservadora da cidade mais conservadora do Brasil, as “Senhoras de Santana” envelheceram ou morreram junto com a sua ditadura militar mas seus filhos ainda vagueiam por aqui multiplicados. O presídio de presos políticos do Barro Branco virou escola de comandantes da PM mas ainda se ouvem gritos por lá. Fica no pé do que sobrou da Serra da Cantareira onde ainda é possível se respirar.
A Elis Regina morava na serra, na mesma casa onde hoje mora o “poeta caipira pirapora” Renato Teixeira, sei que amantes da boa musica fazem “Romaria” por lá. Daqui de onde eu moro dá pra se ouvir. Muitos músicos e poetas moram ainda ou moraram na nossa ZN. Na época da jovem guarda, tinha o bar dos “Vips”, tinha o Sérgio Reis que tomava café na Padaria Polar, tinha e ainda tem a Vanusa que anda errando o hino mas a gente perdoa. Perto do Jaçanã, cujo trem das onze nunca atrasou, o Chico Cesar morou na Vila Medeiros, cheguei a vê-lo quando era apenas um dos filhos da “Mama África” junto com o seu irmão e meu companheiro do PT, o “sem teto” Gê. O meu “cumpadi” Zé Geraldo morava em Pirituba e o maravilhoso violonista Heraldo do Monte mora no Jardim São Paulo, aliás este integrante do Quarteto Novo, junto com o Hermeto Pascoal, o Theo de Barros e o Airto Moreira é meio que “aparentado” meu. É avô do meu sobrinho Pablo ( coisas de família dos “casa e descasa”), nas nossas “festinhas” familiares ele nunca falta e quando eu estou ao violão e ele chega, fico tão constrangido diante do gigante que paro de tocar e “garro” a contar minhas piadas, ele movido pela “compaixão” até que me diz para continuar, mas é difícil. Certa vez Tom Zé veio com ele. O Ednardo também já que o arranjo de Pavão Mysterioso é do Heraldo, bem como a Disparada do Vandré. E por aí vão tantas outras.
A música viveu e ainda é viva na Zona Norte. No Bar Beleléu na Av. Cruzeiro do Sul dos meus “irmãos” e musicos Baby e Mariano onde eu também já toquei, vi o Lula Barbosa em nossa mesa rabiscar os versos em um guardanapo da musica “Mira Ira” que incendiou o Maracanãzinho num Festival dos Festivais da Globo, ( mas ganhou “Escrito nas Estrelas” da Tetê ) o Nasi do Ira já cantou e tocou blue comigo nesse mesmo bar onde frequentavam o pessoal do Tarancón ( ria muito com o Jica e o Turcão e admirava a beleza e a voz da Miriam Mirah ) e o Djavan que vez ou outra passava por lá de madrugada para nos oferecer algumas “canjas” do tempo em que se “Caetaneava” o que havia de bom. Ah !!! Que saudade !!! “Como era bom poder tocar um instrumento” que a distrofia muscular me impediu de continuar.
Como podem ver apesar de uma maioria de moradores esquisitos e de direita, aqui também tem muita gente legal, o que estraga é a vizinhança !!! Vizinhança lá da marginal do Rio de esgoto Tietê, do tipo da Editora Abril que ainda edita revistinhas de sacanagem e esse ex-jornal e agora partido político de oposição, o “Estadão” que vejam voces, de uma hora pra outra deu para ouvir Caetano Veloso !!!
Em casa nós sempre preferimos ouvir Chico, e no volume mais alto exatamente para irritar tais vizinhos. Não adianta chamar a polícia, eles não se tocam !!! Fazer o quê ?

Mas esse Caetano é mesmo uma figura ou uma força estranha, né não ? Como pode chamar alguém de analfabeto se ele só existe por causa de um desses ? O poeta do povo João do Vale , que era pedreiro e mal assinava o nome, foi quem compôs “Carcará” que a Bethânia veio da Bahia para cantar no show Opinião e segundo o que ela mesma conta, os pais só permitiriam que ela viesse se junto estivesse o irmão mais velho para tomar conta. Daí ela depois de já famosa lançou o Caetano que depois da Tropicália voltou do exílio para gravar do mesmo João do Vale a magnífica “Na Asa do Vento”:

“Deu meia noite, a lua faz um claro,
Eu “assubo” nos aro e vou brincar no vento leste
A aranha tece, puxando o fio da teia
A ciencia da “abeia”, da aranha e da minha
Muita gente desconhece
Muita gente desconhece. olará viu…
Muita gente desconhece…”

Como essa canção ensina tanto !!!

É MAL AGRADECIDO ESSE CAETANO VELOSO!!!
Sem contar que depois de praticamente esquecido, e para poder voltar a ouvir sua voz no rádio ( narciso que é ) resolveu gravar um outro poeta do povão e tido por alguns desses “Caetanos” da vida como brega e cafona, o PENINHA !!! Fez isso para não ficar mais”Sózinho” !!!
“Quando a gente gosta é claro que a gente cuida…”
MAS EU ACHO QUE O CAETANO VELOSO NÃO GOSTA É DE NINGUÉM !!!
Só gosta dele mesmo !!!
Se um dia eu voltar a ver esse sujeito em algum palco ( não pretendo mais ) e ele resolver cantar João do Vale ou Peninha de novo, eu juro que sou capaz de lhe atirar um tomate bem vermelho no meio da sua cara !!!
É o que ele merece por tanta ingratidão !!!
Quem fala é um legítimo ZN !!! A Zona Norte de São Paulo apesar de “Uns” e outros não é “Qualquer Coisa”, ainda tem a sua “Terceira Margem do rio” que é “Beleza Pura” !!! …….Ou não ?



Anúncios

5 respostas em “Na Zona Norte o Caetano está "Sozinho"… que "Peninha"!!!

  1. É nóis na fita, manuu!!!ZN é a terra das moças da casa verde e do terreiro do caqui-minha peruche…e não é que por aqui, dom pedro I dava os seus pulinhos para foder com sua famosa amante…eu eu que sou do jardim peri, fico esperando qdo santana chegar lá porque santana esta expandindo e agora o lausane da minha época já tem shopping santana, tb… ALTO DE SANTANA…E que não me cheguem aqui, no meu Perizão, com elas, as senhoras de santana…

  2. Enio, isso aqui está incrível! Como você guarda tanta informação, tanto conteúdo e, ainda por cima, com tanto humor criatividade? Me ensina, Enio, tô precisando!!! Um dia ainda vou ser assim, como você.Eu também achei uma barbaridade o que disse o Caetano sobre o Lula. Ingratidão pura! A verdade é que ele é um amargurado, vive amargurado, e o Brasil tem que pagar por isso, na concepção dele. Ah… deixa, ele mesmo se ridicularizou com o que disse. Adorei a resposta do Kotscho, lá no balaio… ahahahaha. Cê viu? Óteeeemooooooooo.Beijo pra você!

  3. Enio,Falastes em nomes que marcaram uma época e somente quem a viveu conhece a poesia e a magia destes senhores que esculpiam e ainda esculpem verdadeiras "PIETAS",escondidas por esse seu arqui inimigo, o capitalismo das gravadoras.Mas, falando de peninha, que gravou primeiro a famosa música que ressurgiu com o veloso foi Sandra de Sá a qual Caetano, sentiu o poder que a musica comercialmente tinha e regravou com seu arranjo.Como você, também ja toquei mutio, profissionalmente, com uns desconhecidos aqui de Niterói como Dalton e Biafra, Arthurzinho Maia, que hoje é o maior baixista do Breasil seguindo os passos de seu Tio, o Luizão eterno musico de Elis Regina. Hoje, infelizmente não se dar mais valor a poesis como Disparada, Travessia, Morro Velho, O Bebado e o Equilibrista do meu grande amigo João Bosco como o Navegante Negro que poucos sabem a quem homenageia mas Lula reconheceu e inaugurou uma estátua do Marinheiro que liderou a revolta das chibatas na Marinha do Brasil que a memoria me trai e não me deixa ver o nome.A musica é universal. Não tem partido ou sistema economico,tem sim poesia e melodia que são expressões que um sistema pode calar a voz mas nenhum sistema é capaz de calar o pensamento ou matar o sentimento.Marcus benedictus

  4. FERNANDO DE BARROS E SILVACaetano é "neguinha" SÃO PAULO – "Marina é Lula e é Obama ao mesmo tempo. Ela é meio preta, é cabocla, é inteligente como o Obama, não é analfabeta como o Lula, que não sabe falar, é cafona falando, grosseiro." Diante da ira que provocou nos companheiros, Caetano Veloso voltou ontem às páginas de "O Estado de S. Paulo" para comentar esse trecho da entrevista que havia concedido.O compositor lembrou que o próprio Lula se vangloria da sua fala pouco instruída e que é forte inclusive por isso. E avisou aos petistas: "Dizer que FH era mau governante e Lula é bom é maluquice. Ambos foram conquistas brasileiras importantes. Marina seria um passo à frente". Sobre esse último ponto, podemos brincar: "menas, menas".De resto, os embates entre Caetano e a esquerda remontam aos anos febris do tropicalismo. É duvidoso que o lulismo seja de esquerda, mas Caetano, de novo, se põe à esquerda da esquerda, dando mais um nó no coro dos "progressistas": "Detesto essa mania de que nada se pode dizer que não seja adulação a Lula".Quem teve a felicidade de ver seu show no fim de semana pôde presenciar a homenagem a Neguinho do Samba, negro semianalfabeto, um dos fundadores do Olodum na Bahia, morto há poucos dias: "Influenciou mais a mim e provavelmente a vocês da plateia do que a obra inteira de Lévi-Strauss. Isso é o que eu teria a dizer aqui sobre analfabetismo e preconceito".O ápice, porém, foi a interpretação de "Eu Sou Neguinha?" -acompanhada no palco por uma gestualidade que valorizava de maneira ostensiva e lúdica a interrogação sobre a identidade sexual do cantor.Caetano é um dos maiores artistas brasileiros -isso já é sabido. Mas é também um espírito livre e um intelectual incomum num sentido muito preciso (e talvez o único verdadeiramente precioso): sempre está no debate público de sua época sem subordinar convicções e ideias a cálculos táticos ou conveniências políticas. Ousar pensar pela própria cabeça, sem a tutela do grupo ou medo da patrulha da maioria: por que não? Por que não?

VOCÊ É SEMPRE MUITO BEM VINDO !!! É A RAZÃO DE SER DAS NOSSAS "VIAGENS". Saiba que este "trem" é pobre, humilde e muito asseado. Daí que esta área de comentários NÃO É A PORTA DO BANHEIRO !!! Se for para vir aqui "pichar" com agressões e ofensas, vá fazê-lo lá fora !!! No mato !!! Nunca esqueça que você está sendo "filmado" !!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s