Antes ser um gigolô "chapa branca" do Governo do que uma puta de oposição !!!

Esse “trem” funciona melhor quando o “tempo tá quente”, quando há polêmicas que valham a pena na praça e quando a oposição põe as manguinhas das suas asas pra fora o que de uns tempos pra cá não acontece. No frio fica difícil até pra digitar pois as dores naturais da minha parceira e amiga “Distrofia Muscular Progressiva” ficam mais intensas e quase insuportáveis. Normalmente eu já digito catando milho feito uma galinha baiana, lenta que só, porém no frio até a galinha enrijece !!!
Esse vosso Maquinista de trem sempre preferiu produzir conteúdo ‘sujo” ao invés de “copiar e colar” notícias catadas em veículos do PIG, não que seja eu um crítico a quem assim proceda mas trata-se apenas de uma preferência minha.
Pois então pra não enferrujar as linhas hoje vou fugir da minha regra e postar aqui uma música do início da década de 80 do velho e sempre bom grupo paulistano “Língua de Trapo” cuja letra me parece bastante atual e pertinente como um “recado” aos tempos que vivemos de início da “Era  Dilma” com as suas naturais “idas e vindas”, com os seus “avanços e recuos” e com o esse “faz que põe mas na hora tira” das orgias pela governabilidade pois antes ser um gigolô chapa branca do Governo do que uma puta de oposição !!!

Amor à Vista
Língua de Trapo
Composição: Laert Sarrumor

Oh! Baby, venho lhe dizer:
Você tem ganho pouco e a situação está cada vez mais difícil
Os tempos são de crise e você tem que se desdobrar (uou, uou)

Oh! Baby, tente entender:
Você tem que garantir nosso sustento e o de nossos filhos
Tente sair com mais encanto, com mais graça e mais brilho (uou, uou)

O desespero é geral, a fome é internacional e nos consome pouco a pouco
Enquanto você trabalha eu leio o jornal e sinto pena desse mundo louco
Nas esquinas o que mais lhe preocupa é o presente
Mas o futuro não está nada promissor
Por isso você tem que nos garantir
Você deve oferecer, ah! Você tem que insistir
Tente calar a voz que vem do seu interior
Baby você me ama e eu sei disso muito bem
E sei até que você sabe que eu te amo muito também
Mas, baby, você tem que faturar
Nunca esqueça, amor: que eu sou o seu homem, seu cafetão, seu rufião
Ah! Eu sou o seu gigolô.


Oh! Baby, procure enxergar
Nós moramos em São Paulo e aqui a oposição está no poder 
Mas o colapso econômico, isso ninguém pode resolver (uou, uou)


Oh! Baby eu votei no PT
Que é que tem? Gente baixa também pode ter consciência 
Eu acho até que todas vocês tem mais é que se unir pra evitar nossa falência (uou, uou)

E tem o lado social, fortalecer o movimento e até sindicalizar
Pagar INPS e ter horário certo para o trotoar
Eu sei que o amor não se vende mas essa é a mais antiga profissão
Por isso você tem que nos garantir
Você deve oferecer, ah! Você tem que insistir
Tente calar a voz que vem do seu interior
Baby você me ama e eu sei disso muito bem
E sei até que você sabe que eu te amo muito também
Mas, baby, você tem que faturar
Nunca esqueça, amor: que eu sou o seu homem, seu cafetão, seu rufião
Ah! Eu sou o seu gigolô.

Anúncios

VOCÊ É SEMPRE MUITO BEM VINDO !!! É A RAZÃO DE SER DAS NOSSAS "VIAGENS". Saiba que este "trem" é pobre, humilde e muito asseado. Daí que esta área de comentários NÃO É A PORTA DO BANHEIRO !!! Se for para vir aqui "pichar" com agressões e ofensas, vá fazê-lo lá fora !!! No mato !!! Nunca esqueça que você está sendo "filmado" !!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s